Chefs da quarentena passam a valorizar mais os ambientes integrados

No isolamento social o hábito de cozinhar em casa cresceu em 28% aumentando o desejo dos moradores por salas e cozinhas amplas e integradas

Uma pesquisa realizada pela USP (Universidade de São Paulo) em 2020 constatou que o hábito de cozinhar em casa aumentou em 28% durante a pandemia. Mas além de cozinhar mais, os brasileiros estão se tornando verdadeiros chefs em casa, explorando uma gastronomia mais refinada, testando novas receitas e com isso construindo um novo hábito familiar ao redor da mesa e da cozinha. Por isso um espaço integrado entre salas e cozinhas se tornou um desejo ainda maior neste período.

Cozinhas integradas com a sala tiveram o paradigma quebrado e viraram uma exigência, a pandemia trouxe as pessoas para a cozinha, com mais pessoas se alimentando em casa, esse cômodo se tornou um local de convivência , afirma João Thomé, diretor da GT Building, que busca no comportamento do consumidor desejos a serem supridos em seus empreendimentos.

Chefs da Quarentena

A produtora de eventos, Caroline Hecke, está em isolamento social desde março de 2020, e por isso mudou sua rotina, passou a cozinhar mais em casa, experimentou novas técnicas e receitas e passou a valorizar ainda mais o seu espaço. Sou uma pessoa que gosta de ambientes amplos, então na cozinha também me sinto melhor com bancadas livres e bastante espaço para trabalhar. É sim possível cozinhar em espaços reduzidos, mas ter lugar para preparar e posicionar todos os ingredientes e utensílios na hora de executar uma receita, ajuda muito na dinâmica da cozinha.

O chef de cozinha, Beto Madalosso também notou esse movimento, um fenômeno que já vem acontecendo há algum tempo com a popularização de livros e programas de televisão voltados a gastronomia e foi intensificado com o isolamento social, e aproveitou para compartilhar seus conhecimentos com os seguidores do Instagram ensinando receitas do restaurante para os chefs da quarentena, com direito a uma caixa recheada de produtos para garantir a qualidade do jantar.

Precisávamos de um complemento na receita dos restaurantes, e nossa solução foi entrar na casa dos clientes, e para ir além do delivery resolvemos cozinhar juntos. E essa ação teve um retorno muito legal, com grande aceitação dos clientes e de patrocinadores, com parcerias corporativas , revela o chef que pretende continuar essa experiência depois da pandemia.
Caroline concorda que este é um hábito que vai permanecer após a quarentena. A meta agora é ter todos os amigos vacinados para voltar a recebê-los em casa e dividir com eles esses momentos tão gostosos na cozinha , afirma.

Nesse cenário um apartamento com áreas integradas vai fazer toda a diferença. Seguindo este conceito o Denmark, empreendimento da GT Building, localizado no Cabral, próximo ao Country Club, se encaixa perfeitamente no desejo de integração, aconchego e bem-estar. Seguindo o conceito hug house (casa que abraça) o empreendimento foi pensado para as pessoas se sentirem bem e felizes, seja em um momento intimista ou com os amigos, por isso conta com sala de estar, jantar e cozinha, totalmente integrados.

Serviço
Apartamento decorado GT Building Denmark
Sede da GT Building: Av. N. Sra. Aparecida, 48 – Batel
Localização do empreendimento a ser entregue: Cabral
Contato: 41 2170-9000
Mais informações no site do Denmark

You May Also Like

pay-per-use

Pay per use: o que é e como o sistema funciona em condomínios?

smart home

Smart home: conheça as vantagens de ter um apartamento inteligente

Aquecimento residencial: como a arquitetura influencia no seu conforto?

automação-residencial

Veja as vantagens de inserir a automação residencial em sua casa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.