atendimento-mercado-imobilario

COVID-19: como a internet está mudando o atendimento no mercado imobiliário

As mudanças promovidas pela COVID-19 exigiram mudanças no mercado imobiliário. Agora, o atendimento ficou mais descomplicado, abraçando as facilidades da internet.

A GT Building é um ótimo exemplo: desde março, a incorporadora vem transformando digitalmente toda a sua metodologia de atendimento. Até o final de abril, já haviam sido realizados quase cem atendimentos de modo totalmente online.

A mudança promovida, traz otimismo para os próximos meses. Segundo pesquisa realizada pela Brain Inteligência Estratégica, 55% das pessoas que tinham intenção de comprar uma casa ou apartamento entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020 ainda mantém esse objetivo.



Descontos, parcela reduzida e outros benefícios
Para facilitar ainda mais a compra, a GT Building também lançou recentemente a campanha Compra Digital com o objetivo de ajudar as pessoas a não adiarem o sonho de adquirir um imóvel. Por conta das medidas restritivas, a ação traz uma série de vantagens para quem fizer digitalmente toda a compra.

Entre os benefícios estão os descontos digitais, que diminuirão o valor de algumas unidades, variando entre 5% e 9%. A recompra garantida, que permite ao cliente ter sua unidade recomprada, caso ele enfrente alguma adversidade financeira até o final de 2020 e receba as parcelas pagas até então. E ainda a parcela reduzida, que diminui o valor pago à incorporadora no período de construção do empreendimento.

A Compra Digital está disponível na plataforma de vendas da GT Building.
Esse processo engloba as seguintes etapas: cadastramento no site, apresentação do projeto via ferramenta de vídeo transmissão, negociação digital e assinatura de contrato via DocuSign.

You May Also Like

Empreendimentos com pet place oferecem espaços lúdicos para os animais de estimação

all-batel-interno

Empreendimento curitibano tem 100% das unidades vendidas em 15 dias

chaves-na-mao

O mercado imobiliário sobreviveu e se surpreendeu 2020. O que esperar de 2021?

imoveis-pandemia

Na contramão da pandemia, incorporadora vende R$100 milhões em imóveis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.